RSCMB > Notícias > “Vigiai e orai”.

“Vigiai e orai”.

20171204_201924

Depois de um tempo de advento antecipado, a espera do meu visto para região Zambeze (Zâmbia ou Zimbabwe – Àfrica), hoje posso, com suavidade, dar graças a Deus pelas maravilhas que Ele realizou e realiza na minha vida.

Sou muito grata ao Senhor que não me abandonou, ainda que eu estivesse vazia de esperança.

Eis que o Emanuel já chegou para mim hoje. Há alguns dias na Zâmbia reencontrei aqueles por quem vim, os pequenos do Senhor, por meio de uma das nossas pastorais no orfanato Madre Teresa.

Lá reencontrei amigos e o meu lugar na história e na vida do nosso povo.
Estou extremante feliz. A acolhida do povo, das irmãs e das crianças é animadora.

Sou grata às irmãs da Província Brasileira, minha província de origem, que me apoiaram, rezaram e me reenviaram para cá.
Sou grata às irmãs da minha regional, que fizeram de todo o possível para conseguir meu visto a fim do meu retorno.
Sou grata a cada pessoa de Fé, sólida e simples que animou minha Fé e com partilhas fraternas e palavras de esperança, que não me deixaram desanimar por completo.

À minha família, a toda equipe do Projeto Vida de Belo Horizonte-MG, às Irmãs do Noviciado RSCM, a FASCM-BH, a Pastoral de Rua, a Pastoral Afro e algumas pessoas do Centro Provincial.

Por fim, se eu for listar nomes, grupos e meios que me ajudaram a entender, acolher e ser grata, fosse qual fosse o resultado desta espera, eu correria o risco de cometer um erro ao esquecer nomes, por isso.

Convido a todos a se sentirem incluídos nestas linhas em que a palavra chave é: Mistério.
Sim, Mistério, pois não teria Deus permitido que isso viesse a acontecer para que eu pudesse me preparar melhor para melhor servir.

Tudo que tem acontecido até o momento presente, neste meu primeiro ano de irmã SCM, é um convite a ser mais atenta a esta proposta do advento, todos os dias da minha vida, ”Vigiai e Orai”.

Toda esta experiência do não lugar me acordou para muitas coisas e uma delas foi: não basta boa vontade para servir.
É preciso nos prepararmos e capacitarmos para melhor servir.

O amor cura e guia, porém, exige de nós mais que apenas sentimentos.
Neste contexto, eu arrisco dizer “vigiai, orai, buscai e praticai”

Sem mais delongas, mais uma vez, muito agradecida a todos e todas por suas orações e suporte de diferentes formas.
Deus os e as abençoe e confirmem sempre na Fé, na vigilância e na oração.

Que deixemos o Emanuel nascer e renascer nas nossas vidas todos os dias e a cada segundo. Amém

Ir. Aélita Otávia da Silva, rscm

Veja Mais: