RSCMB > Notícias > Aconteceu no Projeto Vida Padre Gailhac – BH

Aconteceu no Projeto Vida Padre Gailhac – BH

Plano de Manejo Comunitário de Nascentes em Ambientes Urbanos

O curso “Plano de Manejo Comunitário de Nascentes em Ambientes Urbanos” – uma demanda do Sub Comitê de Bacia Hidrográfica do Ribeirão Onça, realizado pela empresa NMC Projetos e Consultorias LTDA, contou com apoio técnico da Agência Peixe Vivo. Esta agência constituiu-se na segunda etapa do Projeto Hidroambiental “Elaboração de Diagnóstico de Nascentes Urbanas na Bacia Hidrográfica do Ribeirão Onça”, que teve início em 2017.

A capitação contou com a participação de representantes das regiões do Vilarinho, Izidora e Baixo Onça, Núcleo do Capão (Coord. Rosely), Projeto Vida Pe. Gailhac-BH (Simone de Fátima), Escolas do território, Associação do Bairro Lagoa, com o objetivo de replicar estratégias para mobilizar a comunidade em prol da proteção das nascentes. Para tanto, as nascentes dos bairros Jardim Felicidade, Monte Azul e a nascente principal do Parque do Conjunto Habitacional da Lagoa sofreram intervenções, no sentido de produzir alternativas autogestionadas para conservação.

Os três Mutirões serão contemplados na carga horária do curso.

No dia 25 de agosto a intervenção foi realizada no Conjunto Felicidade com objetivo de sensibilizar a comunidade por meio da limpeza do local, plantio de árvores frutíferas, com o Projeto Pomar BH, construção de balanço e barreira de contenção com pneus, para evitar os bota-foras e grafite.

Simone de Fátima Afonso Pinto (Projeto Vida Pe. Gailhac – BH)

Batizado de Capoeira / grupo Malícia Brasil

No dia 9 de setembro de 2018, 18 crianças e adolescentes participantes da oficina de capoeira do Projeto Vida Padre Gailhac, BH/MG, participaram do terceiro batizado e troca de cordas em parceria com a associação “Malícia Brasil Capoeira”. O Evento aconteceu na quadra poliesportiva da Comunidade Kolping Rainha da Paz, localizada no bairro Botafogo em Ribeirão das Neves/MG. A atividade contou com a presença das famílias, que interagiram bastante com o momento ajudando voluntariamente na organização. Houve um café da manhã para os participantes e convidados e tudo ocorreu conforme o planejado.

Levando em conta o envolvimento, aprendizado e postura nas atividades de capoeira ao longo do ano, os participantes estavam aptos para receber a corda e participar do batizado. A conquista da corda ou da mudança de cor/graduação reforça o compromisso deles para com a capoeira. Todos demonstraram muita satisfação com evento.

Leonardo Willer   –  Educador  Social 

Veja Mais: